Lula dijo estar preparado para asumir el poder en 2018

  • El expresidente brasileño reivindicó su inocencia en las causas penales abiertas en su contra.
  • Señaló que no hay pruebas en ellas.

El expresidente brasileño Luiz Inácio Lula da Silva dice estar preparado para asumir el poder en caso de ser elegido en las presidenciales de 2018 y reivindica su inocencia en las causas penales abiertas en su contra, de las que dice que no hay pruebas.

En una entrevista concedida al diario francés “Le Monde” y publicada hoy, el exmandatario reivindica que, tal y como se comprometió cuando ganó sus primeras elecciones en 2003, todavía puede “ayudar a los pobres”.

“Hace tres años que la policía investiga y hasta ahora no hay ninguna prueba de mi culpabilidad. Mi candidatura no me preocupa. Llegará la hora de la verdad y el PT decidirá”, indica el expresidente.

Lula, uno de los líderes políticos más populares y carismáticos de Brasil, gobernó entre 2003 y 2010 y pretende presentarse a un nuevo mandato en las presidenciales de 2018.

Aunque encabeza todos los sondeos, sus aspiraciones dependen de la justicia, ante la que responde en siete causas penales por supuesta corrupción. En una ya ha sido condenado a nueve años y medio de prisión, aunque de momento solo en primera instancia.

Lula recalcó que el juez federal Sergio Moro, “rehén de los medios”, estaba “condenado” a condenarle, y defendió tanto su nombre como el de la expresidenta Dilma Rousseff, depuesta del cargo por irregularidades financieras del Gobierno de su país.

“Esa destitución fue un golpe de Estado contra Dilma, contra el PT y contra la idea de que Lula se volviera a presentar. Los ‘golpistas’ dijeron que iban a mejorar la situación en Brasil, y todavía estamos esperando”, añadió.

 

Un comentario

  1. A LÓGICA QUE NÃO TERIA LÓGICA DE SER
    Nêgo Tom
    Cantor e compositor. É pobre, detesta doença e mais ainda camarão.

    Segundo uma nova pesquisa realizada, no final do mês de outubro, o ex-presidente Lula aparece a frente das intenções de voto. Jair Bolsonaro, o mito, cantado em verso e prosa pela direita radical, como o único capaz de derrotá-lo, aparece em segundo. Eu tenho lá as minhas restrições quanto a esse tipo de pesquisa, mas confesso que dessa vez, tenho motivos para acreditar nesses números. Por quê?
    Lula vem sofrendo uma CAÇADA IMPIEDOSA HÁ APROXIMADAMENTE UNS 3 ANOS. Já foi condenado com convicção, mesmo sem provas concretas contra ele. Já foi conduzido coercitivamente (ou seria midiaticamente?) para prestar um depoimento na sala de um aeroporto, quando, na verdade, bastava tê-lo convidado a prestar esclarecimentos, que ele teria ido. Mas era necessário produzir um “curta-metragem”, para que a sociedade – ou pelo menos a parte dela, que nutre um ódio existencial por ele – assistisse, aplaudisse e se convencesse, de que estava diante do maior bandido da política nacional. Silvio de Abreu teria feito melhor.
    A operação Lava-Jato, como podemos comprovar, se não é uma farsa, abusa de apresentar fraudes processuais contra o povo brasileiro. Fatos distorcidos, teorias em “Power point”, modificação do estado de algumas pessoas envolvidas em crimes, comprovadamente cometidos, corporativismo partidário e ideológico e outras “mumunhas”, que visavam induzir a sociedade ao erro de acreditar, que os únicos responsáveis pela corrupção no Brasil, ERAM LULA E A ESQUERDA. A operação poderia ter sido batizada de “Lava Lula”, assim, teria mais sentido funcional.
    A direita se assanhou (será mesmo que sabem o conceito de esquerda-direita, socialismo, comunismo?), os batedores de panela se encorajaram, saíram de suas varandas gourmet e foram às ruas, levando a tira colo suas bolsas de grife, seus óculos Gucci, suas “bandanas” Armani, suas camisas da CBF, seus poodles de estimação e até as babás de seus filhos. Essas, devidamente uniformizadas, é claro, para que não fossem confundidas com um deles. Até um filme – dessa vez, de fato cinematográfico – foi produzido para homenagear o Juiz encarregado de prender Lula, digo, responsável pela Lava Jato, e assim tentar transformá-lo no Clark Kent do judiciário nacional.
    Em meio a isso, o povo vinha acompanhando uma sucessão de escândalos envolvendo integrantes de partidos aliados ao golpista mor, Michel Temer. PSDB, PMDB, DEM, PP e outros, ERAM – E AINDA SÃO – OS QUE MAIS CEDEM REPRESENTANTES PARA A SELEÇÃO DOS CORRUPTOS DO PAÍS. Uma legião de craques na arte da diversidade de trapacear, de desviar dinheiro público, receber propinas e matar o povo de fome. Malas com 51 milhões de reais, grampos comprometedores envolvendo o presidente intruso, senador planejando matar o comparsa antes que este o pudesse delatar, juiz mandando soltar bandido de colarinho branco e por aí vai.
    Mas o triplex do Lula é o símbolo máximo da degradação moral e política de nossa sociedade. Uma gente que não quis mais saber de quem era o helicóptero que transportava 450 quilos de cocaína. Que ergueu uma faixa “Somos milhões de Cunhas” – e talvez sejam mesmo – e bateu palmas para um dos maiores corruptos da história do país, apenas para extravasar o seu ódio, aos projetos de inclusão social criados por Lula, Dilma e pela esquerda e que ameaçavam os tradicionais privilégios dos herdeiros das capitanias. A REVOLTA NUNCA FOI CONTRA A CORRUPÇÃO, MAS SIM, CONTRA A POSSIBILIDADE DE APROXIMAÇÃO DO POBRE DE SEUS “DOMÍNIOS” E DO SEU SELETO MUNDO.
    Apesar dessa caçada implacável contra Lula e da tentativa espúria de criminalizar a esquerda, atribuindo exclusivamente a ela tudo o que de pior acontece no país – e que curiosamente, é o que sempre foi praticado pela direita, desde 1500 – o povo não se deixa enganar. Mesmo com toda manipulação de informações e de fatos, patrocinada pelos grandes empresários e reproduzida pela mídia tendenciosa, as pesquisas apontam Lula como favorito e disparado. Não é estranho?
    Mesmo os golpistas tendo a máquina administrativa a seu favor e investindo pesado na destruição da imagem de Lula, não está sendo possível conter o seu avanço e a intenção do povo em conduzi-lo novamente ao planalto. Teve um jornalista da Isto É, que até sugeriu a morte de Lula, entendendo que só assim, ele não se elegeria presidente pela terceira vez. Ou alguém tem dúvidas de que Lula ganha essa eleição? Ou alguém acha mesmo, que essa pesquisa está sendo manipulada a seu favor? Se houvesse manipulação, com certeza, ela seria contrária.
    Não estou defendendo o ex presidente Lula e nem é uma questão de faze-lo, mas na atual conjuntura política, diante das opções que se apresentam E POR TUDO QUE INEGAVELMENTE ELE JÁ FEZ PELO PAÍS – PRINCIPALMENTE PELOS MENOS FAVORECIDOS – ele, sem dúvida, é a melhor opção. Digo, até, que ele seria a salvação, diante do cenário caótico e sem muitas perspectivas de mudança que está diante de nós. O pós-golpe retrata a destruição dos avanços conquistados nos governos Lula e Dilma e escancara um retrocesso, reconquistado com orgulho, pela parte da sociedade que nunca quis deixar de ser feudal.
    Se a presidência for ocupada por algum outro candidato, cujas ideias sejam as mesmas ou se assemelhem às da direita golpista, escravocrata, totalitarista, elitista e hipócrita, voltaremos à idade média. Lula representa o óbvio, o lógico, em meio a tanto castigo que vem sendo imposto aos mais pobres, por parte dos neo colonizadores liberais. Ao mesmo tempo em que não faz sentido a sua ascensão, cada vez maior, tendo em vista o processo de demonização o qual ele vem sendo submetido diuturnamente.
    Dizem que a voz do povo é a voz de Deus. O QUE EU DISCORDO TOTALMENTE. Mas eu estou quase acreditando que o povo sabe escrever certo por linhas tortas.

Deja un comentario